Obras

Jair Bolsonaro

Últimas Notícias

Política

Bolsonaro diz que a chegada da vacina de Oxford e relação com a China e Índia

Confira o vídeo abaixo:

Bolsonaro diz que a chegada da vacina de Oxford e relação com a China e Índia. O Instituto Butan e Fiocruz declarou sexta-feira (15), que terminou a entrega de todos os documentos solicitados pela ANVISA para avaliar pedidos de uso de crises de vacinas contra a CUVID. Mas o presidente Bolshore disse que a chegada da vacina de Oxford pode ser atrasada.

A carga que deve começar na noite de sexta-feira (15) para procurar 2 milhões de doses da vacina Oxford, produzida na Índia, pára no Aeroporto de Recife. Azul, responsável pelo transporte, informou que o voo foi cancelado e não tem uma nova data planejada.

Em uma entrevista com a banda, à tarde desta sexta-feira, o presidente Jair Bolson declarou que haveria um atraso. Ele disse: “Foi todo o direito de fazer 2 milhões de doses disponíveis, mas hoje, neste momento, a vacinação começa na Índia. É um país com 1. 000 milhões de habitantes. Então foi resolvido lá, não foi a nossa decisão Atrasar um ou dois dias, até que as pessoas comecem a vacinar lá, porque também tem pressões políticas de um lado e outra. Isso, na minha opinião, em dois, três dias, no máximo, nosso avião vai trazer esses 2 milhões de vacinas aqui “.

Vacina

As fontes de relações exteriores também relataram que se atrasariam na chegada da vacina para o Brasil, mas não deu datas.

O governo do Rio de Janeiro relatou que o Ministro da Saúde, Eduardo Pazuello fez, no final do dia, uma reunião com representantes dos estados do sul e seu sudeste e mantinha o prognóstico da chegada da vacina indiana domingo (17) ).

O exato é que o atraso impede o plano do governo para o início da vacinação no Brasil. Juiz (14), o Ministro da Saúde da Saúde disse que começaria a distribuição de vacinas para estados na segunda-feira (18). Terça-feira (19), os estados enviarão as comunidades. E quarta-feira (20) começariam a imune aos grupos prioritários.

O Ministério do Plano de Saúde estabelece que quase 15 milhões de pessoas serão vacinados na primeira fase do plano nacional de imunização. Eles são os brasileiros dos chamados grupos prioritários: quase 6 milhões de profissionais de saúde, 8 milhões de pessoas mais velhas com 75 anos ou mais e outros 150 bilhões a mais de 60 anos, que vivem em asilo, e também 400 mil povos indígenas, que eles viva em cidades e comunidades ribeirinhas.

Brasil

Laboratórios indicam duas doses por pessoa, o que significa que, para esses grupos prioritários, quase 30 milhões de doses precisarão.

Atualmente, o governo só tem Coronavac, desenvolvido pelo Laboratório Chinês SINOVAC, em parceria com o Instituto Butantan. São seis milhões de listas de doses que foram oficialmente necessárias na sexta-feira da sandemisteria no programa nacional de imunização contra a Covid-19.

Butantan respondeu ao ministério que “entregará todas as doses exigidas” e pediu ao ministério que informasse o quantitativo a ser atribuído ao estado de São Paulo a ser libertado diretamente para o centro de distribuição e logística da Sanminística.

Mas para o princípio real da vacinação, existem várias etapas. Requisito da lei dos bits foi concluída nesta sexta-feira. A vacina contra Oxford teve que atravessar a Comissão Técnica do Ministério da Ciência e Tecnologia durante a implementação com um corpo geneticamente modificado, dependia da certificação de segurança.

“CTTBio, ligado ao Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações, não avalia a qualidade da vacina como medicina. Avalie, sim, a segurança do princípio ativo modificada geneticamente relacionada a isso. Esses 54 membros encontraram nesta sexta-feira e aprovados unanimemente esta vacina como uma vacina segura “, disse Pablo Barroso, presidente da CTBBio.

Coronavac

O Coronavac não precisa dessa avaliação porque é feito com o vírus inativado. Mas as duas vacinas ainda dependem da aprovação da ANVISA. Os pedidos de uso urgente são revisados na Agência. A expectativa é que esta autorização sai de domingo (17).

A Fiocruz já entregou toda a documentação. O Presidente de Butan, Dimas Covas, disse que tinha a última reunião na sexta-feira com Anvisa: “Todas as informações, todas, os detalhes, as informações necessárias do complemento foram fornecidas e, portanto, a ANVISA já está em posse do processo para definir o processo uso do processo de crise, que é o que esperamos para o próximo domingo. “

Seja Bem-Vindo ao Site TV Bolsonaro Presidente e Parabéns por fazer parte da maior comunidade, do Brasil, de apoio ao Presidente Jair Messias Bolsonaro.

Veja Muito Mais Sobre o Presidente Jair Bolsonaro e Seus Ministros de Governo no Site Welesson Oliveira!

Bolsonaro diz que a chegada da vacina de Oxford e relação com a China e Índia

Bolsonaro diz que a chegada da vacina de Oxford e relação com a China e Índia




Site Protection is enabled by using WP Site Protector from Exattosoft.com